As primeiras análises indicaram uma semelhança de cerca de 80 por cento entre o sangue encontrado no carro alugado e o da filha dos McCann.

De acordo com o laboratório de Birmingham, o DNA encontrado na mala do carro é mesmo da pequena Maddie.

De referir que o carro foi alugado 25 após a notícia do desaparecimento da menina britânica.