Elogios não me elevam, ofensas não me rebaixam, sou o que sou e não o que acham. Não sou de cá...mas vim para ficar. Esta é a minha terra do coração. Divirtam-se e apareçam por aqui....ROXA.

06
Jul 07

 

Um dia destes o Sr. Carteiro bateu-me à porta a perguntar se eu me chamava Paula Ferreira e se a minha porta era a número 54. Respondi que sim, que era eu, o número da porta é que não sabia.

Entregou-me uma encomenda e estava eu já de embalagem na mão quando me disse que a encomenda me tinha sido enviada à cobrança e que eram 93 €.... Foi então, (com o choque!) que resolvi olhar com mais atenção para o destinatário e apercebi-me que afinal a Paula Ferreira era Paulo Ferreira, ou seja, a encomenda era para o meu vizinho, cuja porta também não tem número....Claro que fiquei muito mais descansada com o "engano"!

Agora pergunto, os Srs. Carteiros são obrigados a saber onde mora toda a gente dentro desta vila? É que se as portas estivessem numeradas estas confusões não aconteceriam e os srs. carteiros teriam a sua função facilitada.

A quem compete tratar deste assunto? De quem é a responsabilidade? Por favor elucidem-me....É que eu até cheguei a pensar que seria proibida a dita númeração dentro da vila, por causa do seu carácter histórico, mas não, porque de facto há algumas portas priviligiadas...

Deixo-vos o exemplo da "minha" rua, onde há de tudo como na farmácia....portas numeradas, portas sem numeração e... portas que já tiveram número mas perderam o estatuto!

Podem esclarecer-me? PLEASE?

 

Estas têm número, 53 e 51...

Esta é a minha porta e a dos meus vizinhos....

   

 

E Finalmente estas não têm número....mas ele já lá esteve!

UFA; QUE GRANDE CONFUSÂO!!!!!

 

publicado por roxa1 às 22:06

Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11


23
25
26

29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO